Notícias

Religiosos e movimentos sociais fazem a Vigília da Dignidade hoje no Rio

Por Ibase
Hoje, entre 14h e 21h, o Rio, além de cidade sede dos Jogos Olímpicos, será também a capital da afirmação da dignidade dos seres humanos e do planeta na Vigília da Dignidade. Promovida por organismos como o Conselho Mundial de Igrejas (CMI), The Peoples Movement for Human Rights Learning (PDHRE), Unicef e mais de 30 entidades brasileiras, a atividade vai armar uma tenda e um palco na Cinelândia, onde haverá apresentações, uma exposição com diferentes linguagens artísticas; rodas de conversa; lançamento de livros; vídeo-debates; e até um espaço chamado “Cura & Espiritualidade”, dedicado à manifestação da diversidade de expressões de fé representadas.
A Vigília é a culminância da Iniciativa da Tocha da Dignidade, movimento global, que até agora conta com atividades previstas e já realizadas em 12 países (Portugal, Áustria, Gana, Índia, EUA, Canadá, Argentina, Colômbia, Nova Zelândia, Kosovo, Costa Rica e Brasil).
No dia 1º de agosto, o Rio vai se transformar no ponto de encontro de refugiados, mulheres, crianças, das diversas orientações sexuais e identidades de gênero, dos negros, dos povos indígenas, dos amantes das cidades e do campo, dos que têm fé e dos que não, das pessoas mobilizadas ou não em movimentos sociais. Todos vão enviar seu “fogo simbólico” à Tocha na Vigília da Dignidade, que deve ser enviada ao Morro da Mangueira, e lá ficará até o fim dos Jogos Olímpicos.

Autor

Comunicacao Ibase

Tradução »