Por Ibase
Há cerca de um ano o fotógrafo alemão Marc Ohren-Leclef esteve no Brasil para encontrar moradores de favelas afetadas pela política de remoção da prefeitura do Rio de Janeiro. A ideia era entregar em mãos um exemplar do livro Olympic Favela, publicação que traz fotos de personagens de 14 favelas cariocas e os efeitos que a remoção está causando nesses territórios e conta com um texto de apresentação do diretor do Ibase Itamar Silva. Marc conseguiu entregar os livros e voltou para Nova Iorque, onde mora, com a missão de articular uma exposição no Rio com as fotos. Ontem foi a inauguração, no Studio X, na Praça Tiradentes, no centro do Rio.
O evento contou com a presença de Marc e das pesquisadoras Julia Michaels, norte americana radicada no Brasil há mais de trinta anos, que acompanha a transformação do Rio metropolitano desde 2010, quando criou seu blog bilingue, RioRealblog, e Julia Baker, cientista social que atualmente é assessora curatorial do Museu de Arte do Rio (MAR). Eles conversaram com o público, após a exibição do vídeo Olympic Favela, também de autoria do fotógrafo.
Quem for conferir a exposição, verá dois tipos relatos fotográficos. O primeiro indica retratos cotidianos dos residentes junto à suas casas, que foram destinadas a remoção e numeradas em tinta spray pela Secretaria de Habitação. O segundo são imagens destas pessoas segurando tochas de emergência em suas comunidades. Nas fotografias os habitantes abraçam a oportunidade de representar sua comunidade, suas lutas e resistência.
O trabalho de Marc foi publicado pela Damiani/ ARTbook in 2014, e premiado como um dos melhores do ano pela American Photo Magazine. Alguns trabalhos selecionados dessa série já foram exibidos no Museu de Arte do Rio (MAR), PRC Gallery / Boston University e ganharam destaque na BBC, ARTnews, Der Spiegel e Slate.
 
Serviço:
O quê: Expo Olympic Favela
Onde: Studio X, Praça Tiradentes 48, Centro.
Quando: até 2 de fevereiro
 
 
 

Autor

Comunicacao Ibase

Tradução »