Notícias

Ibase repudia ação violenta da polícia em Manguinhos

Por Ibase
Matheus, Paulo Roberto, Maurício Afonso, Johnatas. Todos jovens. Todos negros. Todos moradores da favela de Manguinhos. Todos mortos em meio a ações da polícia no local.  Hoje, às 10h, mais um adolescente teve sua vida interrompida brutalmente pelas mãos do Estado. Cristian Soares da Silva, 12 anos, foi morto enquanto jogava bola perto de casa. Ele foi atingido durante uma incursão do CORE, BOPE e PM. Segundo nota do Fórum Social de Manguinhos, quando constataram a morte do menino, os moradores foram proteger o corpo e ainda assim sofreram agressões dos policiais.
Desde o início de 2015, a população de favelas e periferias do Rio de Janeiro não cansa de contabilizar a morte de crianças e jovens negros, vítimas de ‘auto de resistência’ e ‘balas perdidas’. Em suas redes sociais divulgam os números de mortos e o desespero de enfrentar, diariamente, uma situação de guerra na porta de casa.
O Ibase repudia com veemência toda e qualquer ação policial violenta e que coloca em risco a vida dos moradores desses locais e presta solidariedade à família de Cristian e de todos aqueles que tiveram seus entes queridos mortos tragicamente por uma ação violenta do Estado.

Equipe Ibase

 

Autor

Comunicacao Ibase

Tradução »