DSC_5809
A velejadora e medalhista Isabel Swann deu apoio à Barqueata Baía Viva no último sábado! Foto: Paulo Rubens

No último sábado, representantes de movimentos sociais, velejadores, canoistas, pescadores fizeram uma barqueata para o lançamento da campanha Baía Viva, que busca pressionar o governo Estadual para dar prosseguimento ao projeto de despoluição da Baía de Guanabara. A concentração foi na Marina da Glória e as cerca de 50 embarcações que participaram do protesto se dirigiram à Urca. A velejadora e medalhista Isabel Swann apoia a campanha e acompanhou a barqueata em um lancha. Para ela, a poluição da Baía é um desrespeito com os atletas que a utilizam para treinar.
– Os atletas que chegam se assustam porque não entendem tamanho desrespeito. Normalmente em outros países, eles têm uma estrutura adequada para treinar – disse Isabel.
A barqueata saiu da Marina e seguiu em direção à Urca. No meio do trajeto, exatamente no local onde irão acontecer as provas durante os jogos olímpicos, os barcos pararam. Uma remadora e cantora lírica, que estava em uma das canoas que participaram do protesto, cantou uma “Ave Maria” em homenagem  à Baía de Guanabara. Ao final, um festival de música, com atividades para crianças e jovens, nos Jardins do MAM animou quem estava por perto.
O próximo evento da Campanha será um seminário, em novembro, reunindo pesquisadores, entidades ambientais e populações afetadas pela poluição, além de pescadores.
 
 
 
 
 
 
 

Autor

Comunicacao Ibase

Tradução »