O pesquisador Iderley Colombini esteve em Hong Kong, entre os dias 20 e 22 de outubro, para representar o Ibase  no workshop “Advancing Sustainable and Accountable Finance: National Development Banks and their Emerging Role in the Global Economy”. O evento foi financiado pela Fundação Ford e pelo Amigos da Terra (Friend of Earth – Estados Unidos) e a ideia foi realizar uma reunião estratégica, reunindo os países do bancos de desenvolvimento, para comparar a atuação desses bancos nos diferentes países e refletir sobre o futuro banco dos BRICS, além de pensar em dilemas e contradições que vêm com o desenvolvimento, como a desigualdade.
Cada um dos países dos BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) fizeram apresentações.  A publicação “Os bancos de desenvolvimento nos BRICS” foi apresentada.
– A grande discussão do evento foi, além da troca de experiências, realmente entender o que são os  bancos de desenvolvimento. Eles atuam em infra-estrutura produtiva, exportação. Tudo isso impacta em ações ambientais. Como a sociedade civil deve atuar para lidar com estas questões. Foi uma excelente ocasião de trocas de informação e articulações – diz Iderley.
Em março, haverá a VI Cúpula dos BRICS, em Fortaleza.

Autor

Martha Moreira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tradução »