Mariana Claudino
do Ibase

Na quinta-feira (18 de julho), no Centro Cultural Kenedi Jaime, em São João de Meriti, aconteceu o seminário Desenrolo.com. O evento, um encontro de juventudes criativas com oficinas artísticas, cortejos de rua e debates sobre políticas públicas, teve como objetivo principal iniciar um processo de mapeamento da produção cultural juvenil na Baixada para a construção de um documento que possa dar visibilidade a este movimento na região.

O seminário, aberto ao público, contou com a presença de 300 pessoas e faz parte do projeto Brasil Próximo, que tem também a coordenação do Ibase –  com foco especial para jovens que estão participando de grupos artísticos, culturais e de mobilização social. As quatro oficinas (dança, teatro, circo e hip hop) ficaram lotadas de jovens. Em seguida, um grande cortejo cortou as ruas da cidade em direção à praça do skate: jovens que jogavam futebol e faziam acrobacias com skate se juntaram a um cortejo de maracatu, hip hop e funk. Itamar Silva, um dos diretores do Ibase, participou do bloco com o tema “Juventude, trabalho e cultura”.

– O ponto alto do debate da mesa composta por representantes de diferentes grupos foi o sentido em comum de resistência e criatividade para produzir cultura, a busca por capacitação e o espaço público como alternativa de encontros e produção de sentidos estéticos e políticos para a juventude da Baixada Fluminense. Poetas, músicos, dançarinos fizeram intervenções artísticas durante os debates – conta Cesar Marques, coordenador do projeto Brasil Próximo na Baixada.

A maioria dos participantes deu sua participação informando a existência de grupos por toda a Baixada, construindo e mapeando redes sobre juventude e cultura na Baixada Fluminense.
 

Autor

Martha Moreira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tradução »