O novo Marco Regulatório da Mineração é motivo de preocupação para os movimentos sociais brasileiros. A nova legislação está sendo elaborada a portas fechadas – o que é grave não só do ponto de vista do exercício da democracia, mas também por indicar que os direitos humanos e sociais não estão na pauta. Para mobilizar as diferentes camadas da sociedade e pedir uma mudança na atitude dos envolvidos nesse processo, o Conselho Permanente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) redigiu uma carta ressaltando importantes questões sobre a mineração no Brasil. Além disso, o debate será estendido para uma reunião no dia 22 de março, em Brasília, com a presença de organizações e movimentos envolvidos no tema.
Clique aqui para ver a íntegra da carta no site do Canal Ibase.

Autor

Martha Moreira

Comentários 2

  1. Kátia Duarte
    3 de abril de 2013 Responder

    Falando de minério tenho divulgado sobre o NIÓBIO. O Brasil é o maior produtor mundial de nióbio e ferronióbio. Existem apenas três minas de nióbio no mundo. Uma delas fica situada em Minas Gerais, no Brasil, sendo responsável por 75% ou mais da produção mundial de nióbio. Vejo que deveríamos ter escolas e saúde pagos por um percentual na exploração deste minério. Se necessário intensificar divulgações estou a disposição. Grata pela oportunidade. Att, Kátia

  2. Kátia Duarte
    3 de abril de 2013 Responder

    Falando de minério tenho divulgado sobre o NIÓBIO. O Brasil é o maior produtor mundial de nióbio e ferronióbio, existem apenas três minas de nióbio no mundo. Uma delas fica situada em Minas Gerais, no Brasil, sendo responsável por 75% ou mais da produção mundial de nióbio. Entendo que deveríamos ter escolas e saúde pagos com um percentual da venda desse
    minério. Caso necessite divulgar, estou a disposição. Grata pela oportunidade, Kátia Duarte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tradução »