Notícias

Seminários debatem aplicação do Incid e lançam publicação

do Incid
O projeto Indicadores da Cidadania (Incid) iniciou no dia 30 de junho o debate com lideranças, organizações e movimentos sociais sobre como os indicadores que estão sendo produzidos podem ser aplicados pelas comunidades para a melhoria da qualidade de vida.
Para isso, foram organizados cinco seminários regionais, que abrangem os 14 municípios do projeto. O primeiro ocorreu em Itaboraí, no sábado (30), com representantes desta cidade e de Cachoeiras de Macacu. Nos seminários, está sendo lançada a publicação “Indicadores da Cidadania Vivida” (versão resumida), sobre o primeiro conjunto de indicadores do Incid.
Clique aqui para conhecer o cronograma e os locais de todos os seminários
O Incid, uma iniciativa do Ibase, em parceria com a Petrobras, iniciado no segundo semestre do ano passado, prevê para o segundo ano a aplicação e o monitoramento do conjunto de indicadores, atividades de divulgação e validação nos municípios e a incorporação de articuladores locais no projeto.
“Os articuladores locais serão os elos da nossa proposta em todos os municípios”, disse Nahyda França, coordenadora do Ibase. “Com o foco contínuo na avaliação da situação da cidadania no território, o objetivo é cada vez mais que os moradores e representantes tornem-se dinâmicos atores sociais nos seus municípios.”
Clique aqui para ver fotos do seminário em Itaboraí

Autor

Martha Moreira

Comentários 2

  1. Luiz Nelson
    26 de julho de 2012 Responder

    Salve Amigos do Ibase!!!
    Tudo legal?
    Por gentileza tem como nos enviar a programação que acontecerá em Casimiro de Abreu neste sábado dia 28 de julho?
    Agradecemos a atenção,
    Luiz Nelson

  2. Itha
    23 de setembro de 2012 Responder

    1a vez que me acontece de um site grngio remeter a um site brasileiro, mandaram bem! Vim aqui por um link/news na EvilAvatar, sou f do Lowe assim como adventures (RIP) em geral. triste ver um cara que pra mim um idolo, e definitivamente uma refer ncia na ind stria, ter suas id ias e projetos canabalizados e sub-utilizados dessa forma.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tradução »